A Termografia Clínica

Na medicina é uma técnica de registo gráfico das temperaturas da superfície da pele, usando uma câmara infravermelha de alto desempenho. É um dos métodos mais modernos de diagnóstico, por imagem digital, da atualidade. É um exame totalmente não invasivo e que não implica contacto físico. Além de não emitir nenhum tipo de radiação, é totalmente indolor. A termografia pode ser realizada várias vezes, sem risco ou dor para o paciente. A termografia permite também descobrir lesões e problemas que não imaginávamos sequer, uma vez que não sentimos qualquer dor ou sinal que nos alerte. Esta possibilidade é muito importante, porque todos sabemos que, por exemplo, um cancro, não surge de um dia para o outro, e quando se deteta, normalmente, já é tarde demais. Com a termografia, podemos pôr em evidência situações que até então estavam ocultas, permitindo-nos essa possibilidade de desenvolver uma ação preventiva. Podemos fazer a ligação e estabelecer a relação entre diferentes patologias e, em especial, escolher as zonas, órgãos ou meridianos onde agir em primeiro lugar.

Alguns factos / evidências de instituições mundialmente conhecidas:

– National Cancer Institute“Thermography’s digital infrared imaging can detect the increase in regional breast temperatures resulting from measured blood vessel activity in both pre cancerous tissue and the area surrounding a developing breast cancer.”
– Albert Einstein Medical Center, Division of Radiology“Thermography is a safe examination that can be utilized for preliminary screening.”
– Neuro Surgery OnlineInteroperative application of Thermography in Extra Cranial By Pass surgery; Conclusion: “Thermography is useful not only to demonstrate the distribution of blood flow through the extra cranial, intracranial bypass but also to quantitatively evaluate the RCBF changes in the operative fields.”
Uma vez detetados os Trigger Points (Pontos Gatilho) que causam dor, realizamos a manipulação necessária para que os mesmos sejam desbloqueados, eliminando assim a dor local e/ou reflexa.
A termografia é um meio moderno de diagnóstico funcional, não invasivo e sem qualquer contraindicação ou risco. Põe em evidência as diferenças de temperatura corporal, reproduzidas em diferentes cores. Corretamente analisadas, estas diferenças térmicas permitem identificar situações clínicas, por vezes impossível de objetivar através de outros métodos de diagnóstico médico, nomeadamente da imagem. É o caso dos pontos dos meridianos de acupuntura, bem como dos Trigger Points.
Os Trigger Points (Pontos Gatilho) são nódulos localizados na espessura de uma banda miofascial tensa, cuja pressão reproduz, na totalidade ou parcialmente, as queixas dolorosas do doente. Os pontos gatilho miofasciais são a mais comum e, no entanto, a mais mal reconhecida e menos tratada causa de dor na prática médica (Janet Travell 1972).
Habitualmente, estes pontos são detetados pelo método de palpação, um método subjetivo e frequentemente falível. Perante um quadro clínico com queixas de dores musculo-esqueléticas, em que seja identificado um Trigger Point, este deve ser tratado (desativado) pelo método de acupuntura, o que normalmente alivia a dor, ao diminuir a tensão da banda muscular tensa. A termografia permite a identificação dos Trigger Points de uma forma clara e objetiva, possibilitando uma maior eficácia do tratamento. Alguns Trigger Points detetados pela termografia são de uma nitidez e precisão assinalável.